Personalização

Acessibilidade

Idioma do site

Exposição de longa duração

O edifício que hoje abriga o Memorial da Resistência sediou, por mais de quatro décadas, o Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo – Deops/SP. A exposição de longa duração apresenta ao público o que restou de seu espaço carcerário, composto por 4 celas, o corredor principal e o corredor do banho de sol.

Os locais testemunharam atrocidades e desencanto, mas também acolheram atitudes de coragem, fraternidade e resistência, e hoje servem como inspiração para a valorização dos princípios democráticos e o respeito à diferença. O roteiro expositivo está organizado nos seguintes módulos:

Espacialidades da ditadura no estado de São Paulo
Disposto em painéis pelo espaço, um inventário de lugares da memória apresenta locais vinculados aos períodos ditatoriais na cidade e no estado de São Paulo. A identificação, comunicação e sinalização é desenvolvida a partir do Programa Lugares da Memória, linha de ação desenvolvida pelo Memorial da Resistência desde 2010. Em contínua expansão, seu inventário conta atualmente com mais de 180 lugares reconhecidos.

O edifício e suas memórias
Neste espaço, duas informações estão articuladas: de um lado, há uma cronologia de ocupação do edifício desde a sua construção à atualidade e, de outro, um vídeo que apresenta a história e estrutura do Deops/SP em tópicos que evidenciam suas diversas ramificações com instâncias do poder para o controle e repressão dos cidadãos.

Controle, repressão e resistência: o tempo político e a memória
As noções, as estratégias e os fatos relativos ao controle, repressão e resistência configuram a abordagem desta sala e contextualizam este espaço prisional no âmbito do Brasil republicano, apresentados por meio de um equipamento multimídia e por uma cronologia, dentre outros recursos.

A construção da memória: o cotidiano nas celas do Deops/SP
O conjunto prisional é composto por quatro celas, um corredor principal e um corredor para banho de sol. Em cada um dos espaços, painéis e outros suportes audiovisuais apresentam desde o processo de implantação do Memorial da Resistência aos testemunhos sobre o cotidiano na prisão.

Memorial Temporariamente Fechado

Seguindo as orientações do Plano São Paulo de combate à pandemia, o Memorial está fechado para atividades presenciais até que seja autorizado o seu funcionamento. O Memorial continua realizando atividades de maneira virtual! Para não perder nada da nossa programação online acompanhe nossos canais de comunicação.

Esperamos ver todos em breve!