Personalização

Acessibilidade

Idioma do site

A CASA Um lugar de memórias

Ao receber A CASA Um lugar de memórias, experiência virtual realizada pela Universidade de Antioquia em parceria com a Universidade Pontifícia Bolivariana, na Colômbia, o Memorial da Resistência cria um espaço para diálogos e cruzamentos entre os processos de luta e resistência protagonizados em países latino-americanos, compartilhando com seu público essa importante iniciativa dedicada a reafirmar o papel dos testemunhos e do Arquivo Pessoal como fontes de valor inesgotável para a construção da memória política coletiva.

Aqui são apresentados depoimentos e objetos de dezesseis mulheres da Asociación Caminos de Esperanza Madres de La Candelaria, uma organização sem fins lucrativos fundada por familiares das vítimas de desaparecimentos forçados, sequestros e homicídios no contexto do conflito armado na Colômbia. A oficialidade de documentos, declarações, registros e certidões que comumente predominam gavetas e estantes de acervos institucionais dá lugar a objetos não convencionais, eleitos afetivamente pelas mulheres ao longo de uma série de oficinas desenvolvidas em 2015.


Esses Arquivos Pessoais são frutos de processos de identificação, coleta e organização muito intuitivos, e que mantêm vivas as lutas dessas mulheres em busca de reparação.  Para apresentá-los de forma interativa, foi desenvolvido um jogo virtual onde cabe ao público percorrer uma casa para pesquisar, encontrar, sentir e conhecer as histórias por trás dos objetos. Percorra A CASA clicando no link abaixo:

Sobre

O objetivo desta experiência virtual é reconhecer a importância dos Arquivos Pessoais como estratégia para empoderar as famílias das vítimas e as organizações de direitos humanos que trabalham para esclarecer a verdade, a justiça, a reparação e a não repetição do conflito armado na Colômbia.

Um Arquivo Pessoal é composto por todos aqueles documentos públicos ou privados: fotografias, objetos, vestimentas, certificados de estudos, cartas, cartões, receitas médicas, material audiovisual, prontuário eletrônico, dentre outros, considerados peças fundamentais para que os familiares das vítimas mantenham vivas as memórias de seus entes queridos, enquanto constituem material probatório que permite evidenciar a existência dos desaparecidos.

O projeto pretende insistir na salvaguarda destas informações e na sistematização, manutenção e conservação de Arquivos Pessoais a partir da implementação de métodos alternativos de construção de memória, que consiste na recuperação de objetos e suportes documentais não convencionais que permanecem nas casas, à espera de serem vistos como peças de valor informativo.


A fim de convidar o público do Memorial a participar desta iniciativa, a Universidade disponibiliza um formulário virtual para que possam compartilhar algum objeto que faça parte de suas lembranças e que permita evocar o passado dos seus entes queridos. As respostas serão incorporadas ao projeto.

Histórico

A CASA Um lugar de memórias inspira-se em iniciativas acadêmicas como o projeto de investigação Caracterização dos arquivos das organizações defensoras de direitos humanos em Medellín, bolsa de investigação “Os arquivos e os direitos humanos” do Arquivo Geral da Nação no âmbito da Chamada para 2014, Estímulos do Ministério da Cultura e Projeto Museográfico Escuchar, guardar, abrazar: El archivo vivo de la organización Caminos de Esperanza Madres de La Candelaria, ganhadora da bolsa de pesquisa sobre processos museográficos concedida pela Secretaria de Cultura Cidadã de Medellín em seu edital de Arte e Cultura para a Vida em 2015.

A partir daí, surge o projeto expositivo Archivo Vivo: Memorias de Madres, elaborado pelo Museu Casa da Memória de Medellín e pela linha de pesquisa Memória e Sociedade do Grupo de Pesquisa em Informação, Conhecimento e Sociedade da Escola Interamericana de Bibliotecologia da Universidade de Antioquia, em parceria com a Asociación Caminos de Esperanza Madres de La Candelaria.

Também toma ideias das propostas de investigação Atlas visual de la memoria: repositorio digital de memorias (segunda fase) y Puntos de encuentro entre las memorias inscritas y las memorias vivas, ambas da linha Memória e Sociedade do Grupo de Pesquisa em Informação, Conhecimento e Sociedade, que conta com a colaboração do Museu Casa da Memória, recebe contribuições do Comitê de Desenvolvimento de Pesquisa – CODI e do CICINF da Escola Interamericana de Bibliotecologia da Universidade de Antioquia, e conta com o apoio da Associação Caminhos de Esperança Mães de La Candelaria, do Museu de Arte Moderna de Medellín, da Escola de Ciências Sociais da Universidade Pontifícia Bolivariana e da Universidade de Lorraine. Por último, a proposta se pode relacionar como um antecedente fundamental do projeto Objetos memorias, archivos y discursos: narrativas emergentes que hablan del Conflicto Armado en Colombia, criado por pesquisadores da linha Memória e Sociedade e pelo Centro Ibérico e Ibero-americano de Pesquisa (CRIIA) da Universidade Paris Nanterre – França.

Referências

Ficha técnica

EQUIPE DE TRABALHO

Luis Carlos Toro Tamayo
Doutor em Línguas e Literaturas Românicas e Doutor em Estudos Latino-americanos da Universidade Paris Nanterre e a Universidade do Chile, Mestre em Linguística e historiador da Universidade de Antioquia. Professor titular da Universidade de Antioquia.
lcarlos.toro@udea.edu.co | karlostoro@gmail.com

Camila Londoño Román
Estudante de Filologia Hispânica da Universidade de Antioquia. Pesquisadora júnior do Grupo de Pesquisa em Informação, Conhecimento e Sociedade.
camila.londonor@udea.edu.co

Santiago Baena Toro
Engenheiro em Design de Entretenimento Digital, Universidade Pontifícia Bolivariana.
sbaenat@gmail.com

Ana María López Carmona
Doutora da Universidade Paris-Sorbonne e da Universidade do Chile em Estudos Latino-americanos, Mestre em Linguística e Comunicadora Social – Jornalista da Universidade de Antioquia. Professora titular da Faculdade de Comunicação Social – Jornalista da Universidade Pontifícia Bolivariana.
anama.lopez@upb.edu.coanamalopezc@gmail.com

COLABORADORES

Prof. Dr. Márcio Seligmann-Silva
Instituto de Estudos da Linguagem
Universidade Estadual de Campinas –  UNICAMP – Brasil

CRIIA
Centre de Recherches Ibériques et Ibéro-américaines
Université Paris Nanterre – Francia

LEPPAIS
Laboratório de Ensino, Pesquisa e Produção em Antropologia da Imagem e do Som
Instituto de Ciências Humanas
Universidade Federal de Pelotas – Brasil

NEMPLUS
Núcleo de Estudos sobre Memória e Patrimônio em Lugares de Sofrimento
Programa de Pós-Graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural
Universidade Federal de Pelotas – RS – Brasil

AGRADECIMENTOS

Associação Caminhos de Esperança Mães de La Candelaria
Teresita Gaviria (Diretora)
María Eugenia Cobaleda
Amparo García
María Bertina Serna
Alba Inés Valencia
Blanca Nelly Daza
Ana María Olarte
Fabiola Ruiz
Magdalena Correa (Q.E.P.D)
Lola Londoño
Guillermina Zapata
Ana Zapata
Marta Lucía Restrepo
María Yizeth Ruiz
Consuelo David
María Gallego

A Ana María Puerta Castrillón pelas gravações de áudio.

Museu Casa da Memória de Medellín
https://www.museocasadelamemoria.gov.co

Escola Interamericana de Bibliotecologia
Centro de Pesquisa em Ciência da Informação
Grupo de Pesquisa em Informação, Conhecimento e Sociedade
Linha de pesquisa Memória e Sociedade
Universidade de Antioquia
http://www.udea.edu.co/wps/portal/udea/web/inicio/institucional/unidades-academicas/escuelas/interamericana-bibliotecologia

Vice-reitoria de Pesquisa
Comitê de Desenvolvimento de Pesquisa
Universidade de Antioquia
http://www.udea.edu.co/wps/portal/udea/web/inicio/investigacion/investigacion-udea/contenido/asmenulateral/vicerrectoria

Memorial Temporariamente Fechado

Seguindo as orientações do Plano São Paulo de combate à pandemia, o Memorial está fechado para atividades presenciais até que seja autorizado o seu funcionamento. O Memorial continua realizando atividades de maneira virtual! Para não perder nada da nossa programação online acompanhe nossos canais de comunicação.

Esperamos ver todos em breve!