Personalização

Acessibilidade

Os advogados da resistência: o direito em tempos de exceção

A exposição Os advogados da resistência: o direito em tempos de exceção abordou o trabalho fundamental de advogados e advogadas que atuaram na defesa de presos políticos e na luta pelo restabelecimento da democracia.

Mesmo com parcos mecanismos legais disponíveis diante da Justiça Militar, esses advogados se articularam com entidades e grupos da sociedade civil para conseguirem defender os direitos de presos e perseguidos políticos.

Por meio do Programa Coleta Regular de Testemunhos, o Memorial da Resistência acessou inúmeros advogados que concederam entrevistas e disponibilizaram seus acervos, materiais que compuseram a exposição.

A mostra revelou que os advogados da resistência não se curvaram diante da repressão. Ao contrário, desenvolveram novas formas de exercer a profissão, trazendo significados inéditos às leis, inclusive àquelas criadas para suprimir os direitos dos cidadãos.

Para além do seu ofício, estes advogados se tornaram militantes de uma causa política e corajosamente correram riscos que chegaram a se concretizar em prisões, perseguições e atentados. Como horizonte, buscavam proteger a integridade de pessoas que defendiam seus ideais e que, como eles, lutavam pelo retorno do estado de direito e pelas liberdades democráticas.

Materiais da exposição

Ficha Técnica

Curadoria
Kátia Felipini
Vladimir Sacchetta

Coordenação
Kátia Felipini Neves

Ação Educativa
Caroline G. F. de Menezes
Alessandra Santiago da Silva
Marina de Araujo
Renan Ribeiro Beltrame

Pesquisa
Karina Alves Teixeira
Daniela Barauna
Marcela Boni Evangelista
Vanessa do Amaral

Divulgação
Sarah Piasentin

Projeto Gráfico e Expositivo
Marcos Cartum

Assistentes de Arte
Amanda Carvalho
Débora Oelsner Lopes

Execução e Montagem
Núcleos de Administração e Serviços da Pinacoteca do Estado de São Paulo

Vídeo
Paula Sacchetta Peu Robles

Agradecimentos
Adriano Diogo; Airton Soares; Antonio Funari Filho; Aton Fon Filho; Belisário dos Santos Júnior; Carla Tapper; Carlos Frana Simas; Fernando Fragoso; Flavio Flores da Cunha Bierrenbach; Iberê Bandeira de Mello; Idibal Pivetta; Jorge Luís Rocha; José Carlos Dias; Luís Francisco Carvalho Filho; Luiz Eduardo Greenhalgh; Marcelo Oliveira; Marcelo Zelik; Maria Olga Garcia; Maria Regina Pasquale; Mário de Passos Simas; Marlon Alberto Weichert; Paulo Gerab; Rita Sipahy; Santamaria Nogueira Silveira; Suzana Figueredo; Virgílio Egydio Lopes Enei; Acervo Luiz Eduardo Greenhalgh; Arquivo Metropolitano de São Paulo; Arquivo Público do Estado de São Paulo; Assessoria de Comunicação da Comissão Nacional da Verdade; Assessoria de Comunicação Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/SP; Biblioteca do Instituto dos Advogados Brasileiros – OAB/SP; Biblioteca Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/SP; Comissão Justiça e Paz de São Paulo; Cúria Metropolitana de São Paulo; Museu da Justiça do Rio de Janeiro (Tribunal de Justiça, Rio de Janeiro)

Memorial Temporariamente Fechado

Seguindo as orientações do Plano São Paulo de combate à pandemia, o Memorial está fechado para atividades presenciais até que seja autorizado o seu funcionamento. O Memorial continua realizando atividades de maneira virtual! Para não perder nada da nossa programação online acompanhe nossos canais de comunicação.

Esperamos ver todos em breve!