Personalização

Acessibilidade

Idioma do site

Memorial apresenta obra de Rafael Pagatini

Obra Retrato Oficial é composta por 10.400 pregos de aço e reflete sobre a construção de imagens e os processos de representação da ditadura civil-militar

Foto de parede branca com 5 quadros com ligeira distancia um do outro. Estes quadros são feitos com pregos de aço enfileirados muito próximos um do outro. A cabeça dos pregos tem uma escala de cor cinza e são diferentes, formando a imagem de uma fotografia de bocas de homens e de seus pescoços com terno e gravata. O segundo quadro da esquerda para direita mostra um homem com bigode. Os demais sem. O último quadro, da esquerda para direita apresenta uma boca com um leve sorriso e gravata convencional. Todos os demais semblant

O Memorial da Resistência de São Paulo apresenta a partir do dia 08 de maio a obra Retrato Oficial (2017), do artista Rafael Pagatini. A exposição inaugura o projeto Ocupações Memorial, que articula diálogos transdisciplinares sobre a memória dos períodos autoritários no país e suas reverberações no presente.

O trabalho realiza um recorte sobre as fotografias oficiais dos cinco militares a assumirem o poder durante o período da ditadura civil-militar brasileira (Castelo Branco, Costa e Silva, Médici, Geisel e Figueiredo), apresentando o detalhe de suas bocas impressas sobre pregos de aço cravados na parede do espaço expositivo. Manipuladas, as imagens fazem referência às políticas de violência e silenciamento do período e buscam descontruir a suposta oficialidade do regime militar e seus mecanismos de representação.

Com a exposição do trabalho, o Memorial da Resistência propõe novos atravessamentos e interpretações sobre as narrativas históricas do país, lançando um olhar crítico sobre o passado e comprometido com uma cultura democrática e de respeito aos Direitos Humanos no presente.

Apresentar meu trabalho no Memorial é poder contribuir para a construção de um espaço de esperança. Esperança na construção de um país mais justo e para que a sociedade entenda que os discursos sobre a memória sempre estão em disputa. Nesse sentido, entendo que é preciso desconfiar das imagens de forma a entender que a construção do olhar é permeada por jogos de poder”, diz Rafael Pagatini.

Em ocasião da exposição, o artista participará de uma roda de conversa virtual junto ao público. O evento acontece no dia 18 de maio como parte da programação da 19ª Semana Nacional de Museus realizada pelo IBRAM.

Memorial Temporariamente Fechado

Seguindo as orientações do Plano São Paulo de combate à pandemia, o Memorial está fechado para atividades presenciais até que seja autorizado o seu funcionamento. O Memorial continua realizando atividades de maneira virtual! Para não perder nada da nossa programação online acompanhe nossos canais de comunicação.

Esperamos ver todos em breve!